• Recrutamento e Seleção
  • Seleção de pessoas

Como escrever uma mensagem humanizada para candidatos reprovados em processos seletivos

  • avatar Vagas For Business

    Vagas For Business

  • 25 de mar as 19:29
  • 4 min de leitura
Recrutadora de óculos olhando para a janela ao seu lado com cara de pensativa

Dar más notícias aos candidatos é uma tarefa inglória, mas necessária no R&S. Veja como fazer isso da melhor maneira.

Tópicos desde artigo

Nenhum candidato quer ouvir que não conseguiu a vaga tão desejada. Mas é melhor avisá-lo sobre o andamento do processo do que deixá-lo às cegas. Então, como você pode dar a notícia aos candidatos que eles não passaram nos processos seletivos de maneira profissional, sincera e humanizada?

Esta é uma grande barreira enfrentada pelos recrutadores e simplesmente se esquivar dessa responsabilidade não é solução para o problema. Uma pesquisa do LinkedIn descobriu que 94% dos talentos gostariam de receber feedback de entrevistas. Portanto, é preciso comunicá-los do andamento dos processos seletivos, independentemente, se a notícia é boa ou não para o candidato.

Se você está interessado em saber como sair dessa sinuca de bico, continue lendo este artigo, pois selecionamos dicas relevantes para você lidar com a situação da melhor maneira possível!

Por que é importante dar o feedback negativo aos candidatos?

Apesar de ser um ponto doloroso dentro do R&S, redigir cartas ou telefonar para candidatos que não passaram no recrutamento é essencial para uma boa posição da marca empregadora de sua organização.
Receber esse tipo de feedback (mesmo que negativo) incentivará os candidatos a se candidatarem a outra posição, falar com seus amigos ou deixar boas críticas a empresa.

Lembre-se, ninguém gosta de receber más notícias, porém, elas são necessárias para o crescimento pessoal do candidato.
No artigo “Como conceder um feedback negativo aos candidatos” , Luciana Calegari, especialista em Tech Recruiter na VAGAS defende que “todas as pessoas que se candidataram à vagas devem receber uma resposta”. Para ela, é importante explicar em cada fase do processo de R&S – seja triagem inicial, nos testes ou nas entrevistas – os motivos da eliminação, melhorando assim a experiência do candidato.
Mas como fazer isso? Veja a mágica a seguir:

Como comunicar más notícias aos candidatos nos processos seletivos

Existem duas maneiras padrão para informar a negativa para um candidato a emprego. A primeira é dar a má notícia em um telefonema e a segunda é escrever para ele uma mensagem por e-mail. A escolha do caminho que você seguirá provavelmente dependerá de quão longe no processo de entrevista eles chegaram.

Se você estiver rejeitando várias pessoas no início do processo de recrutamento, um e-mail é perfeitamente aceitável. Se, no entanto, alguém chegou aos últimos estágios de qualquer processo de entrevista, convém ligar para ele e fornecer feedback direto sobre o motivo pelo qual não foi selecionado.

Exemplo de como informar que o candidato não foi selecionado: “Obrigada pela dedicação ao processo seletivo. Infelizmente, não podemos avançar com sua inscrição no momento. Reconhecemos seu currículo, suas habilidades e potencial, porém a vaga demanda…”

Defina, no final, o motivo que eliminou o candidato ou, caso prefira, você pode apenas esclarecer que seguiram com outra pessoa. Há empresas que preferem apenas elogiar os pontos positivos, sem deixar claro o motivo da rejeição: é uma opção, mas avalie se combina com a sua comunicação para não prejudicar a experiência do candidato.

Processos seletivos: telefonema rejeitando o candidato

Existem várias etapas que os gerentes de contratação e os representantes de RH costumam tomar ao conduzir telefonemas de rejeição para candidatos que se candidataram ou foram entrevistados para cargos em sua organização. Aqui está uma lista de etapas comuns que você pode seguir para tornar essas chamadas eficazes:

Identifique-se

Depois que um candidato atender sua ligação, informe-o de quem está ligando, destacando o seu nome, a empresa em que você trabalha e o motivo da ligação.

Agradeça ao candidato

Depois de se apresentar, agradeça ao candidato pela inscrição. Isso permite que os candidatos se sintam mais apreciados pelas empresas para as quais estão se candidatando e entrevistando. Além disso, expressar gratidão e mostra cortesia.

Seja claro na mensagem

Depois de agradecer ao candidato, faça a transição rapidamente para transmitir a mensagem de que você não está oferecendo emprego. Diga a ele que a empresa decidiu não avançar com sua inscrição neste momento, mas que o incentiva a se candidatar a outras vagas na empresa no futuro

Banner promocional do Kit Completo do Profissional de RH

Decida se deseja justificar a rejeição

Às vezes, é valioso dar aos candidatos uma razão pela qual eles não receberam uma posição. Reconhecer habilidades limitadas em uma área específica que é essencial para o cargo pode ajudar a fornecer uma razão substancial para a rejeição e permitir que o candidato decida se deve continuar a buscar cargos semelhantes ou optar por desenvolver ainda mais suas habilidades. Se o motivo da rejeição não estiver diretamente relacionado ao cargo, pode ser melhor declarar simplesmente que você está rejeitando o candidato sem fornecer um motivo.

Processos seletivos: e-mail de negativa

O não é sempre uma palavra pesada na interação com pessoas. No entanto, é melhor a negativa do que deixar o candidato sem informações dos demais passos do processo.

De acordo com uma pesquisa da CareerArc, 72% dos candidatos a emprego compartilham suas más experiências de contratação em sites de avaliação on-line ou com pessoas que conhecem, o que impede que outros candidatos se candidatem no futuro. Além disso, um estudo do Brandon Hall Group descobriu que as organizações que investem em uma experiência positiva do candidato melhoraram sua qualidade de contratação em 70%.

Portanto, fique atento às dicas aqui na hora de escrever uma negativa ao profissional que passou por seu processo seletivo!
Mantenha o discurso direto

Não redija e-mails prolixos. Vá direto ao ponto e acrescente, se possível, informações que posso ajudar o candidato a entender os motivos da rejeição.

Personalize suas cartas de rejeição de candidatos

Use o nome e o cargo que o candidato concorreu e, caso ele tenha participado de uma entrevista, faça um comentário sobre seu desempenho.

Seja gentil

Além de ser profissional, você também deve ser gentil e humano. A pessoa se candidatou a um emprego em sua empresa porque queria trabalhar com você, portanto, certifique-se de que sua carta de rejeição do candidato seja respeitosa e atenciosa.

Seja rápido

Quando você sabe que um candidato não é adequado para a função, não espere muito tempo antes de enviar uma carta de rejeição. Faça isso o mais rápido possível, para que o candidato concentre seus esforços em outro lugar.

Amorteça o golpe

Quando você tiver que fazer uma crítica construtiva ao candidato, comece com algo positivo. Você pode falar sobre coisas com as quais ficou impressionado e depois falar sobre as habilidades ou qualificações que faltavam. Sempre termine com uma nota positiva, desejando-lhes bem.

Lembre-se sempre da sua marca. A carta de rejeição do candidato pode ser sua última chance de transmitir uma impressão positiva do seu negócio.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para aprender sobre como contratar os melhores profissionais.

Lembre-se, ninguém gosta de receber más notícias, porém, elas são necessárias para o crescimento pessoal do candidato.
No artigo “Como conceder um feedback negativo aos candidatos” , Luciana Calegari, especialista em Tech Recruiter na VAGAS defende que “todas as pessoas que se candidataram à vagas devem receber uma resposta”. Para ela, é importante explicar em cada fase do processo de R&S – seja triagem inicial, nos testes ou nas entrevistas – os motivos da eliminação, melhorando assim a experiência do candidato.
Mas como fazer isso? Veja a mágica a seguir:"
}
},{
"@type": "Question",
"name": "Como comunicar más notícias aos candidatos nos processos seletivos",
"acceptedAnswer": {
"@type": "Answer",
"text": "Existem duas maneiras padrão para informar a negativa para um candidato a emprego. A primeira é dar a má notícia em um telefonema e a segunda é escrever para ele uma mensagem por e-mail. A escolha do caminho que você seguirá provavelmente dependerá de quão longe no processo de entrevista eles chegaram.

Se você estiver rejeitando várias pessoas no início do processo de recrutamento, um e-mail é perfeitamente aceitável. Se, no entanto, alguém chegou aos últimos estágios de qualquer processo de entrevista, convém ligar para ele e fornecer feedback direto sobre o motivo pelo qual não foi selecionado."
}
}]
}

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades do RH e receba nossos conteúdos por e-mail.