• RH

Growth Hacking no RH: como um software de R&S pode ajudar

  • avatar Vagas For Business

    Vagas For Business

  • 25 de abr as 14:28
  • 7 min de leitura
grupo de pessoas conversando sobre formas de implementar growth hacking no RH

O Growth Hacking no RH propõe a experimentação, o aprendizado e a melhoria contínua no processo de atração e retenção de talentos

Tópicos desde artigo

O Growth Hacking no RH tem se tornado uma abordagem cada vez mais popular para impulsionar o sucesso das estratégias de pessoas nas empresas, especialmente na área de recrutamento e seleção. Por quê?

Essa metodologia ajuda o RH a monitorar e analisar métricas importantes, como o tempo médio de contratação, a taxa de sucesso na contratação, o número de candidatos qualificados, entre outras. 

Mas para que os resultados dessa abordagem sejam refletidos na estratégia de atração de talentos é preciso contar com um software de R&S. Isso mesmo, só com o uso da tecnologia você conseguirá coletar, analisar e interpretar os dados de forma mais rápida e precisa.

Ao longo desse artigo vamos mostrar como o Vagas for Business pode ser seu parceiro ideal na abordagem Growth Hacking. Vamos também falar sobre a metodologia em si e como aplicar o growth hacking no RH. Acompanhe!   

O que é growth hacking?

Growth Hacking é uma estratégia de crescimento exponencial de uma empresa que se concentra em experimentação e análise de dados para encontrar maneiras de aumentar rapidamente o número de usuários ou clientes de um produto ou serviço.

Em vez de confiar em táticas de marketing tradicionais, como publicidade em massa ou relações públicas, os growth hackers usam técnicas criativas e inovadoras para atrair e engajar os usuários, geralmente por meio de canais digitais.

Em seu início, como se percebe, o Growth Hacking estava muito relacionado ao marketing. Porém, com o passar do tempo e com o amadurecimento do mercado, a metodologia começou a ser aplicada em quase todos os aspectos de uma organização.

De uma certa maneira, o Growth Hacking é mais do que uma tecnologia ou uma ferramenta específica. Trata-se de um mindset focado em encontrar soluções para alcançar o crescimento acelerado de uma empresa. É uma abordagem que enfatiza a experimentação constante, a análise de dados e a busca por insights para impulsionar o crescimento em diferentes áreas do negócio, incluindo o RH.

Na área de recursos humanos, o Growth Hacking pode ajudar a equipe a encontrar soluções criativas para melhorar os processos de recrutamento e seleção, engajamento e retenção de talentos, desenvolvimento de carreira e outras iniciativas de gestão de pessoas. 

O Growth Hacking e o RH Data-Driven foram apontados como tendências de R&S no Report de 2023 de Vagas For Business. Para saber como essas duas abordagens se mesclam para a otimização dos processos de gestão de pessoas com o uso da ferramenta certa, continue lendo o nosso artigo. 

Por que se preocupar com Growth Hacking?

Existem várias razões pelas quais as empresas devem se preocupar e também apostar no uso da metodologia Growth Hacking:

  • a concorrência é cada vez mais acirrada em muitos setores, e as empresas precisam encontrar maneiras criativas de se destacar e atrair clientes;
  • os custos de marketing e de publicidade podem ser muito altos, especialmente para as empresas iniciantes com orçamentos limitados. O Growth Hacking oferece uma maneira de crescer rapidamente sem gastar muito dinheiro;
  • o Growth Hacking é altamente mensurável e baseado em dados, o que significa que as empresas podem ver imediatamente o que funciona e o que não funciona e adaptar suas estratégias de acordo;
  • o Growth Hacking pode ser uma maneira eficaz de criar uma base de usuários ou clientes fiéis e engajados, o que pode levar a um crescimento ainda maior no longo prazo.

Como Growth Hacking pode beneficiar o setor de RH?

Como já dissemos anteriormente, não são apenas as áreas de marketing e vendas que devem apresentar resultados para a empresa. Cada vez mais a equipe de RH vem sendo cobrada por sua contribuição para o sucesso e resultados organizacionais. Para atingir suas metas e obter bons resultados, a área de RH pode contar com o Growth Hacking. 

Essa mentalidade auxilia no atingimento de metas estipuladas em gestão de pessoas, seja em relação à quantidade de profissionais engajados em seu trabalho, ou em como a cultura corporativa é percebida na prática e também no desenvolvimento de carreira e assim por diante.

Abaixo, separamos alguns tópicos de gestão de pessoas onde o RH pode ser estrategista e growth hacker ao mesmo tempo.

Engajamento de colaboradores

Nesse campo, ele pode ser usado para encontrar formas criativas de motivar os funcionários, como programas de incentivo e reconhecimento, treinamentos personalizados e outras iniciativas. Além disso, o RH pode usar dados para monitorar o envolvimento dos funcionários e identificar áreas em que a empresa pode melhorar.

Desenvolvimento de carreira

Ele ajuda a identificar as habilidades e interesses dos funcionários, criar planos de desenvolvimento de carreira personalizados e experimentar diferentes abordagens de treinamento para ver quais métodos são mais eficazes em ajudar os funcionários a crescerem e se desenvolverem na empresa. 

Recrutamento e seleção

As técnicas de Growth Hacking podem ser usadas para identificar fontes de candidatos mais alinhados ao que a empresa espera, testar e otimizar campanhas de recrutamento e rastrear dados de desempenho para melhorar o processo de seleção.

Atração de talentos

Ele ajuda a atrair candidatos qualificados e relevantes para as vagas abertas. O RH pode aplicar as seguintes estratégias:

Campanhas de recrutamento em mídias sociais

É possível usar as redes sociais para atingir muitos candidatos, criando anúncios segmentados para pessoas que se encaixam no perfil procurado. Além disso, é possível criar conteúdo que mostre a cultura da empresa e o ambiente de trabalho. 

O mindset do Growth Hacking pode ser aplicado com as funcionalidades do Vagas For Business. Nossa ferramenta estratégica auxilia o recrutador a formatar o anúncio da forma mais adequada e eficiente para atrair o talento certo, bem como permite a criação de uma página de carreira no site da empresa onde é possível apresentar a cultura organizacional para as pessoas candidatas.

A experimentação, aqui, pode entrar na forma como você comunica as informações da vaga ou até mesmo nas mensagens enviadas em cada fase do processo seletivo. Com o auxílio dos painéis com os dados de cada processo, você vai entender o que funciona melhor.

Experimentação de diferentes abordagens e mensagens

Uma das bases do Growth Hacking é a experimentação constante para descobrir o que funciona melhor. O RH pode aplicar essa abordagem ao processo de recrutamento, testando diferentes mensagens e abordagens para ver o que atrai mais candidatos. 

Por exemplo, o RH pode testar anúncios que enfatizam a remuneração e benefícios oferecidos pela empresa versus anúncios que enfatizam a cultura da empresa e as oportunidades de crescimento profissional.

Seleção e contratação

O Growth Hacking pode ser aplicado ao processo de contratação de pessoas, ajudando o RH a atrair e contratar candidatos mais qualificados e adequados para as necessidades da empresa. Aqui estão algumas maneiras como ele pode ajudar:

Segmentação de público-alvo

O Growth Hacking usa técnicas de segmentação para identificar e alcançar públicos específicos. 

No processo de contratação, isso pode significar usar técnicas de segmentação para identificar os tipos de candidatos mais adequados para a empresa, como aqueles com habilidades específicas ou experiência em determinado setor.

Isso pode ajudar o RH a direcionar seus esforços de recrutamento de forma mais eficaz, economizando tempo e dinheiro. Um dos caminhos para isso é o uso de palavras-chave para determinados pré-requisitos. 

No VFB, essa é uma das soluções disponíveis para os recrutadores, que, aliás, recebem toda a orientação de como usá-la.

Marketing de recrutamento

O Growth Hacking enfatiza a importância do marketing de baixo custo e alto impacto. No processo de contratação, isso pode significar o uso de técnicas de marketing de recrutamento, como postagens em redes sociais, anúncios direcionados e conteúdo educacional, para atrair candidatos qualificados para a empresa. 

Isso pode ajudar o RH a criar uma marca empregadora forte e atrair talentos de alto nível.

Automação

Uma das bases do Growth Hacking é a automação de processos e atividades para o ganho de tempo e escala. Um dos aspectos mais discutidos em processos de R&S é a comunicação com os candidatos, muitas vezes deficitária ou até mesmo ausente. 

Com a metologia Growth Hacking é possível automatizar o envio de mensagens sobre o processo para os candidatos assim que eles cumprirem determinadas etapas, sem correr o risco de ficarem sem nenhum feedback da empresa. 

No software Vagas For Business, a cada etapa do processo concluída, por exemplo, o profissional recebe uma comunicação já informando o passo seguinte que deverá cumprir, de forma automática.

Como aplicar Growth Hacking na empresa?

Para aplicar o Growth Hacking na empresa é preciso atentar para a adoção de várias estratégias e técnicas para identificar oportunidades de crescimento e aumentar a eficácia das operações de negócios. Aqui estão algumas dicas:

Identifique o objetivo

Defina o que o RH deseja alcançar, como reter talentos, aumentar a satisfação dos funcionários, melhorar a produtividade ou desenvolver a carreira dos funcionários.

Colete e analise dados

Use ferramentas de análise de dados para coletar e analisar informações sobre seus funcionários, como avaliações de desempenho, resultados de treinamentos, feedbacks dos supervisores e colegas. 

Experimente diferentes abordagens

Experimente diferentes abordagens para atingir os objetivos de crescimento do RH, como programas de incentivo e reconhecimento, treinamentos personalizados e outras iniciativas.

Faça melhorias incrementais

Faça melhorias incrementais em vez de grandes mudanças. Isso permitirá que você teste e refine suas estratégias de forma mais eficaz. 

Monitore e meça os resultados

Monitore e meça os resultados de suas estratégias para entender o que está funcionando e o que precisa ser ajustado. Use as informações para ajustar suas estratégias e otimizar sua eficácia.  

Qual a relação entre Growth Hacking e People Analytics?

O Growth Hacking pode ser considerado uma das técnicas ou abordagens usadas em People Analytics, mas não é sinônimo ou equivalente a essa disciplina.

People Analytics é uma abordagem baseada em dados para gerenciar e melhorar o desempenho dos funcionários e o desenvolvimento organizacional. Isso envolve a coleta, análise e interpretação de dados sobre os funcionários, incluindo informações sobre desempenho, engajamento, satisfação, habilidades, experiência e outras variáveis relevantes. 

O objetivo final do People Analytics é tomar decisões melhores e mais informadas sobre gerenciamento de talentos e desenvolvimento organizacional. Gestores de pessoas que usam dados para a tomada de decisão são chamados de RH Data Driven.  

O Growth Hacking, por sua vez, é uma abordagem de marketing que visa obter crescimento rápido e escalável usando experimentação e análise de dados. 

No contexto do RH, o Growth Hacking pode ser usado para melhorar as práticas de gerenciamento de talentos e aprimorar o desenvolvimento organizacional, mas é apenas uma das muitas ferramentas e técnicas disponíveis em People Analytics.

Como vimos ao longo deste artigo, a aplicação de técnicas de Growth Hacking pode ser uma estratégia eficaz para ajudar as empresas a se destacarem em um mercado cada vez mais competitivo. Por meio delas, as empresas podem inovar na forma como abordam a aquisição de talentos, encontrando maneiras mais eficientes e criativas de atrair e recrutar candidatos qualificados.

Além disso, o uso de técnicas de Growth Hacking em RH pode ajudar as empresas a medir e otimizar o desempenho de seus processos de recrutamento e seleção. Isso pode levar a melhorias significativas na eficiência e eficácia do recrutamento, bem como a uma maior satisfação dos candidatos e um aumento da retenção de talentos.

Ao longo deste artigo, você percebeu como a tecnologia e os dados gerados por meio dela podem impulsionar seus resultados em gestão de pessoas, certo? Separamos mais um texto em que você pode encontrar essa correlação de tecnologia e melhora dos processos de recursos humanos

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades do RH e receba nossos conteúdos por e-mail.